Categorias

Atualizações

Comentários recentes

Pesquisa

Arquivos

julho 06, 2008

Tecnologia de Proteção e Segurança: O que é Biometria?

0 comments
Links patrocinados

Tecnologia de Proteção e Segurança: O que é Biometria?

A biometria é uma tecnologia de proteção que virou sinônimo de instrumento de segurança. A biometria se refere a várias técnicas de autenticação que se baseiam em características físicas ou comportamentais, exclusivas de cada pessoa, para distinguir um indivíduo do outro. Os notebooks da HP, por exemplo, trazem em diversos modelos o leitor de impressão digital integrado (leitor biométrico), que dificulta ou até mesmo impossibilita que outra pessoa a não ser o proprietário do computador acesse os dados do aparelho.

A biometria como tecnologia não é uma coisa nova; o setor de alta tecnologia vem promovendo a biometria há mais de uma década. Vários fabricantes de PC, entre eles a Lenovo, Fujitsu, Toshiba, Dell, HP e Sony, vêm investindo em biometria graças aos avanços nas tecnologias de circuitos e de miniaturização dos componentes eletrônicos. Segundo o International Biometric Group, uma empresa de consultoria de Nova York, o mercado de sensores biométricos irá crescer em mais que 100% até 2010, quando superará a marca dos US$6 bilhões de dólares anuais — a maior parte em vendas de notebooks.

A biometria parte do princípio de que certos traços físicos (voz, formato do rosto, íris, impressão digital etc.) e alguns traços comportamentais (a maneira da pessoa assinar um documento, por exemplo) são exclusivos de cada indivíduo, ou seja, "o seu corpo é a sua senha". O desenho da sua íris não é igual ao de mais ninguém; o timbre da sua voz é único, só você o possui. Leitores e sensores biométricos, ligados a softwares que reconhecem e comparam padrões, usam esses traços para identificar indivíduos. As aplicações dessas tecnologias, como se pode imaginar, são inúmeras.

Leitores biométricos não são apenas para laboratórios ultra-secretos e instalações do governo. Um número crescente de empresas de todos os portes está descobrindo como a autenticação baseada em características físicas particulares de cada pessoa pode simplificar e fortalecer a segurança. Tais características oferecem oportunidades de TI (Tecnologia da Informação) interessantes para autenticação segura e conveniente. Ao contrário das senhas, PINs ou cartões, elas não podem ser (realisticamente) perdidas, roubadas, esquecidas, corrompidas, compartilhadas ou forjadas. Cada traço (característica) é único do indivíduo.

Os scanners biométricos integrados de digitalização de impressões digitais incluíram uma nova camada de proteção ao vincularem diretamente a imagem da impressão digital ao BIOS (Basic Input/Output System, que são as instruções de software executadas quando o computador é ligado) do sistema. Isso dificulta muito a invasão do computador. Alguns modelos foram além do gerenciamento de senhas e autenticação e oferecem agora criptografia (e descriptografia) baseada na biometria através do scanner de impressões digitais.

A leitura da impressão digital é a mais madura e amplamente usada tecnologia biométrica. Existem, contudo, numerosos tipos de esquemas biométricos em uso atualmente, incluindo:

  • Impressão digital (Fingerprint): analisa sulcos e elevações, pontos minúsculos e outros padrões.
  • Geometria das mãos: examina a forma das mãos e o comprimento dos dedos.
  • Veias: estuda os padrões únicos das veias dos pulsos.
  • Face: analisa a estrutura, a composição, o tamanho e o espaçamento das partes da face.
  • Assinatura: avalia os padrões de pressão, o traçado, a velocidade e a forma da escrita.
  • Íris: examina os padrões do anel colorido em torno da pupila.
  • Retina: analisa a camada de vasos sanguíneos no fundo dos olhos.
  • Voz: analisa o tom, a respiração, a cadência e a freqüência da fala.
  • Marcha: estuda o modo único com que cada pessoa caminha.
Os equipamentos empregados, a sofisticação da tecnologia, a precisão, a facilidade de uso e o custo apresentam grande variação entre os diversos tipos. Em geral, todos os métodos seguem um processo similar:
  • Captura da biometria do indivíduo.
  • Armazenamento dos dados processados como modelos em uma base local ou central ou em tokens portáteis como os cartões inteligentes.
  • Leitura da biometria do indivíduo.
  • Processamento e comparação desses dados em relação aos modelos armazenados.
  • Identificação ou verificação da pessoa.
A tecnologia biométrica está aumentando a segurança em diversas áreas, como:
  • Acesso físico: a biometria pode eliminar os custos e a vulnerabilidade da segurança de credenciais, cartões, códigos de acesso ou guardas nas instalações.
  • Acesso virtual: a biometria pode substituir vários PINs e senhas usadas para acesso em redes, sites e serviços de TI. Isso não apenas simplifica os processos para os usuários, como também elimina o custo de chamadas ao help desk quando as senhas são esquecidas.
  • E-commerce: a camada adicional de autenticação pela biometria pode ajudar a combater o roubo de identidade e a garantir o não repúdio de vendas.
  • Fiscalização: os recursos de fiscalização e negócios como cassinos usam técnicas de biometria para ajudar a identificar criminosos e falsários.
Com o crescente número de empresas usando notebooks e handhelds sem fio para acessar informações críticas e estar conectado mesmo em trânsito, a manutenção da segurança desses dispositivos é um elemento importante. Médicos, por exemplo, usam handhelds sem fio para acessar informações como relatórios de pacientes de seus leitos. Porém, em virtude da natureza crítica dessas informações e das rígidas regulamentações para protegê-las, é importante evitar o acesso não autorizado a elas.

Leitores biométricos de impressão digital oferecem uma camada adicional de segurança para esses equipamentos. Além da senha necessária para acessar os servidores de dados nos hospitais e clínicas, a autenticação biométrica pela digital garante que apenas usuários autorizados possam consultar as informações disponíveis no dispositivo.

A Biometria é, enfim, a ciência que realiza a verificação de identidade de uma pessoa, através da comparação de características físicas com os dados armazenados no sistema, tal como a leitura de uma impressão digital ou a leitura da íris. É a tecnologia ideal para substituir as senhas e se tornar a guardiã de segurança dos sistemas e redes de computadores do século XXI.

-----
+ Veja também:


Notebooks
Comments
0 comments
Atualizações feedFeed | twitterTwitter

Postar um comentário